Dia Nacional da Adoção – 25 de Maio

“Adoção é o exercício da fertilidade afetiva, emocional e espiritual”.


É um processo que envolve sentimentos e emoções, medos, inseguranças e muito amor.


Em 1996, representantes dos catorze Grupos de Apoio à Adoção então existentes no Brasil se reuniram em Rio Claro, interior de São Paulo, no I Encontro Nacional de Associações e Grupos de Apoio à Adoção, nos dias 24 e 25 de maio.


Na ocasião, os grupos elegeram o dia 25 de maio como o Dia Nacional da Adoção. Seis anos depois, em 9 de maio de 2002, a lei foi sancionada sob o nº 10.447.


Nasceu assim, oficialmente, o DIA NACIONAL DA ADOÇÃO. Desde então, a data é comemorada em todo o país para celebrar e refletir sobre adoção de crianças.


“Adoption (adotar) significa escolher. Não é escolher um filho, é escolher a atitude de adotar e exercitar a maternidade e a paternidade afetiva de forma consciente e responsável.”


Você sabia: Nos arts 14, §1° e 19-A, ambos do ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente), a entrega protegida se operacionaliza com o encaminhamento da gestante, ou mãe biológica do recém-nascido a Vara da Infância de Juventude de onde reside, especialmente pelos profissionais das áreas de Saúde e Assistência Social, dentre outras portas de entrada.


A entrega legal garante a mulher o direito de refletir sobre a sua decisão, com o devido apoio de profissionais especializados, protege o melhor interesse da criança, prevenindo qualquer forma de negligencia e garante a família, que poderá recebe-lo pelo instituto da adoção, a segurança jurídica necessária no reconhecimento legal e irreversível dessa filiação.

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo